domingo, 6 de dezembro de 2015

DESPEDINDO-SE DE UM AMOR


Não me peça para ir. Eu não quero ir agora.
Quero ficar mais um instante para olhar o sol se pôr com você ao meu lado. Pra me despedir. Poder sentir, mais uma vez, a sua mão sobre a minha, num passageiro momento.
Nunca te pedi pra ficar. Nem vou. Mas, deixa eu me despedir? Ficar tempo suficiente só pra te dizer que jamais vou te esquecer.
Sei que te magoei. Fiz promessas que não pude cumprir. Sou destas garotas imaturas, que ainda não estão prontas para amar.
Sim, eu fui feliz com você! Confesso que tive o melhor que eu pude ter: sua risada mais bonita, teu olhar mais sincero, teu abraço quente, até as lágrimas que causei, quando resolvi te deixar.
Por favor, me deixa aqui só um instante; não vou morar em você outra vez. Se eu continuar, nossa história será triste e não terá o mesmo sabor que teve tempos atrás. Só vim aqui te pedir para ser feliz. Não se culpe pelo que aconteceu. O que a gente viveu já deu. Foi lindo, eu sei, mas outros amores virão. E sua história comigo terminou ali.
Sei que seu coração está cheio de mágoa, e inconformado com a situação. Espero que entenda, mas permanecerei, apenas, como parte de uma história boa que você viveu.
Eu sei. É muita pretensão da minha parte vir aqui e te aconselhar. Afinal, arranquei teu coração. Não podia mais ficar, já não te amava com tanta exatidão. O seu amor era demasiadamente bom, mas não pra mim.
Vim aqui só pra te consolar e dizer que amores assim você encontrará bastante por aí. É só você se permitir.
Compreenda, nossa história, agora, é triste pra você. Doeu muito em mim, também. Tão difícil decidir pelo fim.
Senta aqui! Vem ver o sol se pôr, ele já está indo embora. Junto vai o meu amor.
Lembra quando você me levava para ver o pôr do sol para me presentear?
Então, deixa a lembrança aí no teu coração e em tua memória. Logo a noite chegará e a lua irá brilhar. Bonita como sempre foi. Hoje tem lua cheia. Aproveita pra recomeçar. Sem mim.
Tayane Sanschri

Nenhum comentário:

Postar um comentário