quinta-feira, 21 de abril de 2016

Emoção versus razão


Em se tratando de um momento de intensa e singular felicidade, a razão sempre irá proferir que o melhor é guardar pra si mesmo. Mas, a emoção sentirá uma tremenda e constante vontade de berrar aos ventos o que se passa dentro de você.
A danada da emoção não tem malícia. Mal sabe ela que a maioria das pessoas, ao seu redor, julgarão o seu riso, duvidarão dessa energia positiva, e mesmo que não seja intencional, fará com que você se questione sobre a sensação de felicidade que lhes inunda.
Sem sombra de dúvidas, guardar pra si o que provoca a tua alegria, é garantia de que ela irá durar mais do que imaginas.

Dê asas ao amor



A gente demora de entender que no amor é preciso dar espaço pra o outro voar, por outros horizontes. Mesmo que o percamos de vista.
Mesmo que a sensação de que perdemos pra sempre quem amamos, se instale, nos inquiete.
Mas, o amor, realmente, é verdadeiro, quando ao compreendermos a importância de deixarmos-o solto, ele resolve voltar e fazer morada.
É aí que o amor faz realmente sentido, pois, amor algum deve ficar por obrigação, como condição, ou exigência.
Pássaro algum permanece feliz, por muito tempo, quando engaiolado. Mas, um passarinho retorna todos os dias à sua janela, quando se sente confortável, porque sabe que ali encontrará alimento e liberdade.

terça-feira, 12 de abril de 2016

Cada um sabe o que é bom pra si


As tuas decisões devem ser tomadas de acordo com suas convicções do que é certo ou errado, do que é bom ou ruim. Normalmente, quem está de fora (literalmente) não sabe o que se passa dentro de você.
Dependendo da sua confissão: ou de euforia, ou de tristeza, um conselho é capaz de destruir ou recuperar as suas horas, sua autoestima, de atar ou desatar laços de afeto que você mantinha com alguém.
Num instante de raiva, mágoa ou de alegria, buscamos qualquer pessoa para dividir nossas emoções. Desabafe para quem realmente conviveu com aquela situação - junto à você - ou com um parente, ou amigo íntimo.
Não permita que ninguém faça você se sentir pequeno, que te estimule a tomar decisões quando você está confuso, que te incite a tratar mal outrem. Avalie seus sonhos, vontades e exercite o respeito e a fé. Você saberá quando a hora é de continuar, ou terminar um ciclo em sua vida.
Tantas vezes tomamos decisões porque alguém disse que o certo era assim-assado; e muitas vezes, descobrimos, que aquele alguém não consegue tomar decisões em sua própria vida.

                                                                                                          Tayane Sanschri